sexta-feira, 31 de outubro de 2008

Uma semana para o encerramento das inscrições de atividades no FSM 2009



Inscrições de atividades no FSM 2009 vão até o dia 7 de novembro

Da página de inscrições:

Clique aqui para fazer a inscrição.

Dúvidas sobre inscrições. Clique aqui.

Conforme definição do Conselho Internacional (CI) do FSM, somente organizações, entidades e redes de organizações da sociedade civil organizada podem inscrever atividades. Cada organização poderá propor até quatro atividades autogestionadas.

As atividades autogestionadas integram a grade oficial de programação do FSM 2009 e podem ser acampamentos, oficinas, seminários, conferências, testemunhos, marchas, entre outros, e são espaços de intercâmbio, reflexão e elaboração de propostas para a construção de outro mundo possível.

Nas atividades autogestionadas, a(s) organização(ões) proponente(s) tem inteira responsabilidade na definição de seu formato, nomes de eventuais palestrantes, e outras necessidades como o registro da atividade desenvolvida após o evento. A coordenação do FSM garantirá a infra-estrutura básica, como o local para a realização da atividade, e se responsabiliza pela divulgação no programa impresso e site do FSM2009.

Valores das inscrições
Norte Geopolítico *:

Indivíduos: US$ 83
Organizações: US$ 216 (com direito a um delegado ) + US$ 50 por delegado/a
(*) Composto pelos países integrantes da OCDE – Alemanha, Austrália, Áustria, Bélgica, Canadá, Dinamarca, Espanha, Estados Unidos, Finlândia, França, Grécia, Holanda, Irlanda, Islândia, Itália, Japão, Luxemburgo, Noruega, Nova Zelândia, Portugal, Reino Unido, Suécia, Suíça (com exceção de Coréia do Sul, México e países Leste Europeu).

Brasil:
Indivíduos: 30 Reais

Organizações: 150 reais (com direito a um delegado) + 20 reais por delegado/a

Demais Países


Indivíduos: US$ 17
Organizações: US$ 83 (com direito a um delegado) + US$ 11 por delegado/a


Objetivos da ação do FSM 2009


As diversas atividades autogestionadas do FSM serão realizadas em torno de um entre os 10 objetivos a seguir, definidos, após a realização de uma ampla consulta pública às diversas organizações e entidades participantes do processo FSM:


1-Pela construção de um mundo de paz, justiça, ética e respeito pelas espiritualidades diversas, livre de armas, especialmente as nucleares;

2-Pela libertação do mundo do domínio do capital, das multinacionais, da dominação imperialista patriarcal, colonial e neo-colonial e de sistemas desiguais de comércio, com cancelamento da dívida dos países empobrecidos;

3-Pelo acesso universal e sustentável aos bens comuns da humanidade e da natureza, pela preservação de nosso planeta e seus recursos, especialmente da água, das florestas e fontes renováveis de energia;

4-Pela democratização e descolonização do conhecimento, da cultura e da comunicação, pela criação de um sistema compartilhado de conhecimento e saberes, com o desmantelamento dos Direitos de Propriedade Intelectual;

5-Pela dignidade, diversidade, garantia da igualdade de gênero, raça, etnia, geração, orientação sexual e eliminação de todas as formas de discriminação e castas (discriminação baseada na descendência);

6-Pela garantia (ao longo da vida de todas as pessoas) dos direitos econômicos, sociais, humanos, culturais e ambientais, especialmente os direitos à alimentação (com garantia de segurança e soberania alimentar), saúde, educação, habitação, emprego, trabalho digno e comunicação;

7-Pela construção de uma ordem mundial baseada na soberania, na autodeterminação e nos direitos dos povos, inclusive das minorias e dos migrantes;

8-Pela construção de uma economia democratizada, emancipatória, sustentável e solidária, com comércio ético e justo, centrada em todos os povos;

9-Pela construção e ampliação de estruturas e instituições políticas e econômicas (locais, nacionais e globais) realmente democráticas, com a participação da população nas decisões e controle dos assuntos e recursos públicos.

10-Pela defesa da natureza (Amazônia e outros ecossistemas) como fonte de vida para o Planeta Terra e aos povos originários do mundo (indígenas, afro-descendentes, tribais, ribeirinhos) que exigem seus territórios, línguas, culturas, identidades, justiça ambiental, espiritualidade e bom viver.

Para o FSM 2009, também será possível inscrever atividades de troca de experiências, balanço dos movimentos altermundialistas e do processo Fórum Social Mundial e sobre as perspectivas futuras de ambos, que não se vinculem necessariamente a um desses 10 objetivos específicos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Somente comentários respeitosos serão aceitos, incluindo críticas, sugestões, dúvidas, elogios, opiniões etc.