sábado, 20 de junho de 2009

Orgânicos, uma questão de sobrevivência. Vegetarianismo, uma questão de inteligência... a diferença é você!



Homenagem à vida, especialmente às minhas amigas Rafaela Gontijo, Marilia Ortiz e Marjorie Begot, além de todas/os que vivem mais saudáveis e deixam viver...

Publicado para os meus amigos/as que, apesar de acreditarem e lutarem por um outro Mundo, muitas vezes não compreendem os desdobramentos dessa luta em áreas que desconhecem ou ignoram, assim como eu. No caso a alimentação saudável e sustentável, o que de mais básico pode haver?! Na minha concepção, a alimentação, como todos os proncipais aspectos de nossas vidas é um processo, logo devemos buscar a sua harmonia, a naturalidade. Porém, sabendo da limitação das palavras e da relutância em refletir sobre os próprios hábitos, utilizo aqui a arte. Espero que gostem!

Ilha das flores, excelente produção nacional, pioneira e impactante


The Grocery Store Wars (legendado em português), paródia da série Guerra nas Estrelas, muito divertido e verdadeiro.



Série The Meatrix, paródia da trilogia Matrix em animação, muito bom também!

I


II (em inglês =:/ )


II 1/2 (em inglês =:/ )


Mouth Revolution, excelente produção estrangeira, muito criativa! Mas infelizmente, ainda sem legenda em português... (alguém se habilita?)


The Backwards Hamburguer, a partir dos MacDonald's da vida, te faz repensar conceitos e indica assistir ao filme "Nação Fast Food". Também em inglês, mas somente os textos, pois não há falas...


Vegetarianos


Comerciais vegetarianos da PETA legendados


Vegetariano por naturaleza (em espanhol)


Veal - forget about it ("Vitela - esqueça isso"), somente em inglês e legendado em espanhol


Em tempo, que devemos nos preocupar com seres humanos primeiro, você e eu podemos crer, apenas esse argumento não é válido para matar animais, pois, caso tenha esquecido, tabém somos animais, e (não por coincidência) nos matamos fazendo isso... sim, sim, somos um só, mas estou falando de câncer, cardiopatias, obesidade, diabetes, desequilíbrio ambiental etc, que estão associadas ao consumo desenfreado e irracional de carne. Fora vírus e bactérias, nocivos ao ser humano, mais resistentes (alguém aí lembrou do vírus da gripe A H1N1?) propiciados pelo agronegócio, financiado pelo modelo de vida capitalista.

O excedente de gás metano lançado à atmosfera devido ao rebanho excessivo no Mundo, reponde por cerca de 25% do a poluição, ou seja um quarto!

Caso, ainda restem dúvidas, favor tomar ciência da relação mais que direta entre a escravidão e a carne bovina aqui. Pensou em escravidão de animais? Acertou, mas trata-se de escravidão de seres humanos, a sua espécie de animal, suportada, também, pelo seu hábito de se alimentar.

Segundo dados da Organização das Nações Unidas para a Agricultura e Alimentação (FAO), até o fim deste ano um bilhão de pessoas (1.000.000.000, ou uma a cada seis pessoas do Mundo) sofrerão de desnutrição, em bom português, não terão o que comer. E não seria demais pensar que se todos os sereais destinados ração fossem diretamente para a alimentação humana, ninguém passaria por isso. Para mais informações, aqui está o Relatório da Instabilidade da Segurança Alimentar no Mundo de 2008 (em espanhol).

Pense nisso!

Um comentário:

  1. Muito bom Raoni, não sabia que vc era amigo da Margorie,.. esse mundo é pequeno heim, só falta tb ser vegetariano. Ta faltando o Meat the truth, produzido pelo 1º partido pelos Direitos dos animais do mundo (na holanda).

    ResponderExcluir

Somente comentários respeitosos serão aceitos, incluindo críticas, sugestões, dúvidas, elogios, opiniões etc.